Segunda, 16 de Maio de 2022
32°

Nuvens esparsas

Teresina - PI

Geral Geral

Piauí autoriza 80% de público em eventos abertos e mantém uso de máscara

A decisão sobre obrigatoriedade do uso de máscaras será decidida após reunião do Comitê Científico do Nordeste, no próximo dia 14 de março

10/03/2022 às 16h00
Por: Luan Rodrigues
Compartilhe:
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Após reunião Secretaria de Estado da Saúde e Comitê de Operações Emergenciais (COE) ficou decidido que no Piauí será liberado eventos com 60% do público em local fechado e 80% de público em local aberto e semiaberto, com uso de máscaras e apresentação do cartão de vacina.

Na reunião, ficou determinado ainda o retorno do trabalho presencial de todos os servidores do Estado e a realização das cirurgias eletivas.

A decisão foi tomada depois da avaliação da redução do número de reprodução da doença, redução do número de casos de Síndromes Gripais, Síndromes Respiratórias Graves, Taxa de ocupação hospitalar e a média móvel de casos da Covid-19.

Segundo o Secretário de Saúde, Florentino Neto, ainda não será retirada a obrigatoriedade do uso de máscaras no Estado.

“A deliberação sobre obrigatoriedade do uso de máscaras somente será decidida depois da reunião do Comitê Científico do Nordeste, no próximo dia 14 de março. A Sesapi vai esperar a orientação a respeito, mas a decisão pela não obrigatoriedade do uso de máscara será discutida também de forma planejada e progressiva”, explica o gestor.

De acordo com o membro do COE e infectologista, José Noronha, o Comitê optou pelo início da reabertura econômica organizada e de maneira progressiva. “A cada semana vamos observar novamente esses indicadores epidemiológicos e avaliar o panorama de todo o Nordeste. Mas não podemos esquecer de manter as medidas higiênico sanitárias como a limpeza das mãos”, diz.

As deliberações foram encaminhadas para a Secretaria de Estado de Governo para elaboração e publicação do decreto com as novas medidas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias