Segunda, 16 de Maio de 2022
31°

Nuvens esparsas

Teresina - PI

Política Politica

Deputados apoiam manifestação pelo piso nacional dos enfermeiros

Georgiano Neto e Marden Menezes manifestaram solidariedade à categoria durante manifestação.

08/03/2022 às 21h13
Por: Redação Fonte: ALEPI
Compartilhe:
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem do Piauí realizaram, nesta terça-feira (08), uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa, como parte da mobilização nacional em defesa do Projeto de Lei nº 2.564/20, que tramita no Congresso Nacional para criação do piso salarial da categoria. A proposta conta com a defesa dos 43 mil profissionais inscritos no Conselho Regional de Enfermagem do Piauí. 

O deputado estadual Georgiano Neto (MDB) participou do evento e garantiu apoio à categoria. "É uma reivindicação justa. É uma classe que precisa desse reconhecimento, especialmente nesse período ainda de pandemia. Os profissionais de saúde tiveram uma participação efetiva para salvar vidas. É mais do que justo a gente estar pleiteando esse piso nacional. Como representantes estaduais, vamos cobrar da nossa bancada federal. Particularmente, já falei com o deputado federal Júlio César, e ele tem um posicionamento favorável à classe", disse.

"Essa é a terceira vez que a gente vem à Assembleia fazer mobilização nesse sentido. É a única categoria que não tem jornada regulamentada e também não tem piso salarial. Nós fizemos várias reuniões com deputados, tanto estaduais como federais. O deputado Marden Menezes (PSDB) deu total apoio, falou em nome da categoria, inclusive apresentou indicativo de projeto de lei nesse sentido. Hoje, tivemos a participação do deputado Georgiano. O objetivo é mostrar para a Assembleia, que é um elo com a bancada federal, que a enfermagem precisa ser vista, precisa ser valorizada", afirmou o presidente do Sindicato dos enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem (Senatepi), Rick Riccely.

O presidente do Senatepi ressaltou o papel dos profissionais na pandemia e criticou a desvalorização salarial. "Foi a profissão com o maior número de óbitos nessa pandemia, maior número de contaminados, e foi a profissão que mais teve perda salarial. Para você ter uma ideia, o profissional de enfermagem recebe em média um salário mínimo em todo o estado. O salário do auxiliar de enfermagem é 854 reais. É uma coisa que a gente não consegue entender, como um estado que já chegou a pagar próximo de três salários mínimos hoje paga menos de um salário mínimo pra um profissional da linha de frente", questionou.

CONQUISTAS - Em janeiro deste ano, foi sancionada a Lei nº 7.724/22, que fixa em até 30 horas semanais a jornada de trabalho dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem da administração pública estadual. A norma é fruto de um indicativo do deputado Carlos Augusto (MDB), que também apresentou o projeto originário da Lei nº 7.532/21, sancionada pelo Executivo em julho de 2021, tornando obrigatória a instalação de ambiente adequado de trabalho e repouso para os profissionais de enfermagem durante o expediente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias