Quarta, 19 de Janeiro de 2022
25°

Alguma nebulosidade

Teresina - PI

Meio Ambiente Chuvas

Em 24 horas, nove animais silvestres foram capturados em Teresina

Com o início do período chuvoso, o surgimento de animais silvestres em áreas urbanas da cidade torna-se cada vez mais frequente

14/01/2022 às 08h00
Por: Redação Fonte: Portal O Dia
Compartilhe:
(Fotos: Divulgação/PM-PI)
(Fotos: Divulgação/PM-PI)

Com o início do período chuvoso, o surgimento de animais silvestres em áreas urbanas da cidade torna-se cada vez mais frequente. Em apenas 24 horas, o Batalhão de Policiamento Ambiental resgatou nove animais em Teresina, dentre eles cobras, iguana e até um jacaré.

Somente nesta quarta-feira (12), o Batalhão resgatou sete serpentes, um jacaré e uma iguana. Na noite de ontem, uma moradora registrou a presença de um jacaré próximo ao condomínio Galileia, no bairro Aeroporto, zona Norte de Teresina. O animal foi visto durante a chuva que caiu na Capital no início da noite. A Polícia Ambiental foi acionada e o jacaré foi resgatado.

O comandante do BPA, tenente coronel Teixeira, destacou que os chamados de populares para resgatar animais aumentam consideravelmente nos meses mais chuvosos. Somente em dezembro de 2021, foram realizados 76 resgates, especialmente de répteis.

“Essas ocorrências costumam ser registradas não somente em áreas de lagoas e rios, mas também próximo a galerias. Essas cobras e jacarés costumam se esconder em vias de acesso de água, e eles podem sair em busca de alimentos ou de locais mais seguros, e acabam se deparando com o meio ambiente urbano”, pontua.

Segundo o tenente coronel Teixeira, os chamados têm aumento nesses primeiros dias de 2022, superando a média, que costuma ser de cinco resgates por dia. As ocorrências devem diminuir com o fim do período chuvoso.

Os animais capturados são colocados em caixas de contenção. Em seguida, o Batalhão de Policiamento Ambiental realiza a soltura em um ambiente mais favorável para o animal, como em áreas com lagoas e rios, e com bastante vegetação.

O Batalhão realizou rondas ostensivas e preventivas, seguidas de abordagens também nos parques Lagoas do Norte, do Mocambinho e Zoobotânico. A Polícia Ambiental também realizou a vistoria de abelhas nos bairros Torquato Neto e Taboca do Pau Ferrado, e recebeu denúncias de maus tratos contra nos bairros Piçarra, Parque Universitário e Parque Ideal.

Foto: Reprodução Internet

 

Orientações

O comandante do BPA, tenente coronel Teixeira, reforça que, caso algum morador encontre um animal silvestre, evite capturá-lo. “Mantenha o distanciamento, evite afugentá-lo e não tente capturá-lo, pois é necessária uma técnica e nós somos preparados para isso. Esses animais podem causar lesões graves e levar, inclusive, ao óbito. O animal sente que está fora do seu habitat natural, e, sob efeito de estresse, pode se tornar agressivo, no sentido de tentar se defender”, pontua.

A recomendação é entrar em contato com o 190, para que o Batalhão seja acionado e faça o resgate.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias