Sexta, 03 de Dezembro de 2021
86 98185-5130
Dólar comercial R$ 5,63 0%
Euro R$ 6,37 0%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.043%
Bitcoin R$ 336.588,68 -0.98%
Bovespa 103.789,09 pontos +2.99%
Economia Economia

Mais de 10,5 milhões ainda não sacaram o fundo do Pis/Pasep, que foi liberado em 2019

O dinheiro deve ser retirado até 1º de junho de 2025. Caso contrário, o valor será transferido para a União

20/10/2021 16h01
Por: Luan Rodrigues Fonte: Fonte: Brasil de Fato
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Cerca de 10,5 milhões de brasileiros ainda não sacaram R$ 23,3 bilhões das contas dos fundos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que está liberado desde agosto de 2019.  

Para saber se o trabalhador tem direito ao benefício, basta acessar o aplicativo Meu FGTS, o site do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou o internet banking da Caixa. Para consultar o valor disponível, o caminho é o mesmo, mas é necessário o número do CPF (ou antigo CIC) ou o número do NIS do cotista. 

Como sacar? 

O dinheiro deve ser retirado até 1º de junho de 2025. Caso contrário, o valor será transferido para a União. Para retirar, é possível fazer uma transferência para uma conta corrente, por meio do aplicativo Meu FGTS. 

Futuro incerto: fim do auxílio emergencial vai deixar milhões em situação de vulnerabilidade::

O saque de até R$ 3 mil pode ser feito em lotéricas, agências da Caixa, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Acima de R$ 3 mil, o saque é liberado apenas nas agências da Caixa, com a apresentação de documento oficial com foto. 

Quem tem direito? 

Entre 1971 e 4 de outubro de 1988, as empresas e órgãos públicos transferiam um valor no fundo PIS/Pasep em nome de cada um dos funcionários. O saque, no entanto, só era liberado em caso de aposentadoria, doença grave ou ao completar 70 anos. 

A partir de 4 de outubro de 1988, o governo federal mudou a forma de pagamento do benefício, e aqueles critérios deixaram de ser válidos. Porém, muitos trabalhadores não sabem que têm direito a essa cota que ficou guardada. 

O PIS é destinado aos trabalhadores empregados com carteira assinada na iniciativa privada entre 1971 e 1988. Já o Pasep é para quem trabalhou como servidor público no mesmo período. Em caso de óbito do titular dos benefícios, os herdeiros podem sacar o valor. Nesse caso, é necessário apresentar certidão de óbito e declaração de dependentes (beneficiários) habilitados à pensão ou alvará judicial com determinação aos beneficiários ou escritura pública de inventário. 

Renda básica universal: o que falta para concretizarmos essa ideia?

Fundo PIS/Pase

 

O fundo PIS/Pasep foi descontinuado pela Constituição de 1988, mas isso não trouxe efeito para o pagamento do abono salarial. 

O abono do PIS/Pasep é um benefício que concede até R$1.100 (valor do atual salário mínimo) para pessoas que possuem contrato com carteira assinada há, pelo menos, cinco anos e que recebem até dois salários mínimos, ou seja, R$ 2.200. O valor do abono salarial depende da quantidade de meses trabalhados com carteira assinada. Só recebe o valor total quem trabalhou os 12 meses do ano anterior. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Teresina - PI
Atualizado às 00h00 - Fonte: Climatempo
29°
Alguma nebulosidade

Mín. ° Máx. °

33° Sensação
13 km/h Vento
70% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Domingo (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias