Quarta, 22 de Setembro de 2021
28°

Alguma nebulosidade

Teresina - PI

Brasil Brasil

CPI define cronograma de junho; veja quem são os próximos a depor

Em junho, estão previstos os depoimentos de três governadores, além do ex-governador do Rio Wilson Witzel

27/05/2021 às 17h56
Por: Redação Fonte: R7
Compartilhe:
Senadores Humberto Costa, Randofe Rodrigues e Renan Calheiros após sessão da CPI - (Foto: Agência Senado)
Senadores Humberto Costa, Randofe Rodrigues e Renan Calheiros após sessão da CPI - (Foto: Agência Senado)

Os próximos depoimentos da CPI da Covid, no Senado, já estão previstos em cronograma definido após acordo entre os membros da comissão. A convocação de nove governadores, uma vice-governadora, um ex-governador e outros sete nomes foi aprovada em votação na quarta-feira (26).

Na próxima terça-feira (1°), será o depoimento da médica oncologista e imunologista Nise Yamaguchi, defensora do uso da cloroquina no tratamento de pacientes com covid-19. A médica está como convidada e não convocada. No dia seguinte, na quarta-feira (2), haverá debate técnico com especialistas.

A presidente da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Nísia Trindade, participa na terça-feira (8). O ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, está com o depoimento agendado para quarta-feira (9). Braço direito do ex-ministro Eduardo Pazuello, ele estava previsto para depor nesta quinta-feira (27), mas foi adiada após informar que ainda se recuperava dos efeitos da covid-19, diagnosticada  no dia 3 de maio.

No dia seguinte, na quinta-feira (10) será a vez de Marcos Eraldo Arnoud Marques, conhecido como Markinhos Show, responsável pela estratégia de marketing do Ministério da Saúde durante a gestão de Pazuello.

Na sexta-feira (11), o médico sanitarista e ex-presidente da Anvisa e Fiocurz, Cláudio Maierovitch, e a microbiologista e pesquisadora da USP Nathália Pasternak.

A partir do dia 15, começam os depoimento de secretário, governadores e empresários. Nesta data, participa o secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêllo. No dia seguinte, na quarta-feira (16), está previsto o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel.

O empresário Carlos Wizard vai depor na quinta-feira (17). Ele foi citado como conselheiro do governo em assuntos ligados à pandemia pelo ex-ministro Eduardo Pazuello. Wizard chegou a ser cotado como secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, em 2020. 

Outro citado como integrante do grupo que estaria assessorando o governo em assuntos sobre a pandemia, Filipe Martins, assessor da Presidência da República para assuntos internacionais, está previsto para depois na terça-feira (22).

Na quarta (23), será o depoimento do presidente do Instituto Gamaleya, que produz a vacina Sputnick, por videoconferência. Na sequência, na quinta-feira (24) será a vez da convidada Jurema Werneck, representante do Movimento Alerta .

O governador do Amazonas, Wilson LIma, será o primeiro chefe do executivo estadual a depor, no dia 29 de junho. Helder Barbalho, governador do Pará, está marcado para a quarta-feira (30). E Wellington Dias (PT), governador do Piauí, participa na quinta-feira, dia 1º de julho.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias